Soluções e serviços

Eficiência Energética

No Brasil, 65 % da energia elétrica depende dos recursos hídricos (BEN 2020). Em 2021, estamos na iminência da pior crise hídrica nos últimos 110 anos, o que contribuirá para um aumento nas faturas de energia elétrica.

Atualmente, a eficiência energética é descrita como a principal estratégia para o abatimento de carbono através da redução na emissão dos gases de efeito estufa.​

Reduzir desperdícios e ser eficiente energeticamente, além de reduzir custos é uma estratégia inteligente do ponto de vista ambiental e financeiro.​

Eficiência energética é produzir com menos energia, reduzindo desperdícios. ​

Portfólio

Geração Renovável

A participação das fontes renováveis (não hídricas) na capacidade instalada do país correspondem a 19,3% - eólica, biomassa e solar. (BEN, 2020)

Estas fontes tem papel fundamental nas estratégias de enfrentamento da crise climática e hídrica. Aumentar a sua participação na matriz do país é mais do que necessidade, é uma questão de resiliência das cidades e garantia do fornecimento energético.

Portfólio

Certificações e Etiquetagem

Edificações são responsáveis pelo consumo de pelo menos 50% de toda a energia elétrica consumida no Brasil. As certificações ambientais estão cada vez mais presentes nos projetos e construções validando as soluções adotadas e implantadas.

Em 2029, espera-se que o consumo final de eletricidade em edificações corresponderá a 70% da matriz energética no Brasil e a 51% no consumo final de eletricidade. Por outro lado a revisão dos níveis de eficiência energética da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia - ENCE do PBE, bem como a implementações de índices mínimos mais ambiciosos, contribuirão para o aumento da eficiência energética do setor com estimativa de alcance de 7,4% até 2029. (EPE, 2019)

Portfólio

Uso e consumo racional da água

A demanda por uso de água no Brasil é crescente, com aumento estimado de 80% no total retirado de água nas últimas duas décadas. E a previsão é de que, até 2030, a retirada aumente 23%. As redes de abastecimento urbanas atendem 92,9% da população das cidades, sendo que o índice de perdas, junto da parcela de água não contabilizada, se aproxima de 40%. (CRHS, 2020)

O marco legal do saneamento (LEI Nº 14.026/2020) engloba novas regulamentações e visa a universalização do saneamento no país com metas definidas para água tratada, tratamento de esgoto, coleta de resíduos e drenagem.

Portfólio

Materiais Sustentáveis e Economia Circular

No ano de 2019 o país alcançou 92% de índice de coleta de resíduos sólidos urbanos e apesar de 73% do municípios terem iniciativas de coleta seletiva, 40% de tudo que é coletado é destinado de forma inadequada - lixões e aterros controlados. O índice de reciclagem não ultrapassou 4%. (Panorama Abrelpe, 2020)

Quanto aos resíduos de construção e demolição, conforme Abrecon, estima-se que 100% dos resíduos cimentícios fossem reciclados, equivaleria a poder construir mais de 3,5 milhões de casas populares por ano.

Portfólio

Capacitação e Treinamento

Desenvolvemos treinamentos personalizados ou com escopos definidos, tais como:

Eficiência Energética viável em edificações e processos
Uso e consumo racional e legal das águas
Geração energética renovável - Fotovoltaica e Biomassa
Gestão e Gerenciamento Circular dos Resíduos
Cidades inteligentes e desafios frente aos ODS ONU